Portal Oficial do Governo da República de Angola
Governo

Namíbia pretende exportar carne para mercado angolano

A Namíbia pretende exportar carne para Angola, anunciou esta terça-feira, 22, em Luanda, o novo embaixador daquele país, Patrick Nandago.


“A Namíbia produz muita carne, que exporta para a Europa e Ásia. Queremos que a nossa carne venha também para Angola”, declarou à imprensa, após entregar ao Presidente da República, João Lourenço, as cartas que o acreditam como novo representante diplomático.



Patrick Nandago informou que a prioridade da sua missão é a promoção do comércio e investimento entre os dois países. Segundo o diplomata, a Namíbia quer participar no processo de reconstrução das infra-estruturas destruídas durante a guerra civil (incluindo durante a luta de libertação para a independência da Namíbia) como estradas, escolas, hospitais.



O diplomata namibiano indicou que os agricultores e criadores de gado angolanos podem receber também a experiência da Namíbia nesse sector, para no futuro se tornarem auto suficientes.



No seu entender, os agricultores namibianos podem produzir em Angola, aproveitando as vantagens em recursos hídricos e depois exportarem para a Namíbia.



Diplomata de carreira há mais de 30 anos, Patrick Nandago exerceu funções no Brasil, Uruguai, Estados Unidos da América, entre outros. Até ao momento da sua indicação, o diplomata exercia as funções de secretário permanente do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Imigração.



Ligação aérea entre Luanda e Istambul  



O Presidente João Lourenço recebeu também, numa outra cerimónia, as cartas credenciais do novo embaixador da Turquia, Alp Ay. 



Diplomata de carreira há 22 anos, o embaixador da Turquia apontou como prioridade da sua missão o estabelecimento de ligações aéreas directas entre os dois países.



Essa questão, disse aos jornalistas, à saída da cerimónia, foi abordada com o Presidente da República.



Alp Ay, que já representou o seu país na República Tcheca, no Conselho da Europa, no secretariado da União Europeia e na Suécia,  referiu que a cooperação entre os dois países vai incidir na área económica, especificamente no comércio e investimentos. Segundo o diplomata, existem muitas empresas turcas interessadas em investir em Angola.



O novo embaixador do Vietname, Vu Ngoc Minh, também apresentou as cartas credenciais ao Presidente da República. Em declarações à imprensa, o diplomata indicou que o seu país vai continuar a privilegiar as áreas da Educação, Saúde  e Agricultura. “Queremos continuar a cooperação nessas áreas e continuar a identificar novas”, frisou.



Destacou a presença de professores e médicos vietnamitas em Angola.



Vu Ngoc Minh é diplomata e exerceu funções na Austrália e na Alemanha. No Ministério dos Negócios Estrangeiros do seu país, trabalhou em distintas direcções geopolíticas. Antes de ser nomeado para Angola, exercia as funções de embaixador no Panamá.



Jornal de Angola