Portal Oficial do Governo da República de Angola
Saúde

COVID-19: Gastos do Governo em ritmo exponencial

O Governo angolano gastou até à data de hoje, 5 de Abril, o valor de 4,5 mil milhões de Kwanzas (o equivalente a 9 milhões de dólares) em despesas relacionadas com a prevenção e combate do Covid-19.


Dados oficiais disponibilizados pela Comissão Interministerial que coordena a acção contra o coronavírus referem que a esse montante deve somar-se o valor das despesas já comprometidas, isto é, pagamentos actualmente em curso, que ascende a 14 mil milhões de kwanzas, correspondentes, em dólares norte-americanos, a 29,4 milhões.



Em relação às doações que pessoas singulares e organizações empresariais, embaixadas de países acreditados junto do Estado angolano, igrejas, ONGs e outras, fizeram chegar voluntariamente à Comissão Interministerial, o valor já acumulado conta-se em Quinhentos e Dez milhões, Oitocentos e Sete Mil e Novecentos e Trinta e Três Kwanzas (510 807 933 KZ).



Diversas empresas, de entre elas bancos, decidiram oferecer equipamentos, material de biossegurança e outros meios que pagaram directamente a fornecedores no estrangeiro e que a Comissão Interministerial espera receber em breve. Essas aquisições estão cifradas no montante de Seis milhões, duzentos e quarenta e dois mil e duzentos e oitenta e cinco dólares norte-americanos (USD 6 242 285). Neste último pacote, há a incluir também uma encomenda de meios assistenciais feita por um banco de capitais nacionais no valor de Setecentos e Setenta e dois mil e duzentos e oitenta e cinco Euros (€ 772 285,00).



Além dos montantes em dinheiro, a Comissão Interministerial para Prevenção e Combate ao Covid-19 recebeu também quantidades generosas de bens alimentares, pulverizadores, reservatórios de água em plástico, materiais de limpeza e desinfecção como detergentes e sabão, viaturas, no quadro de um amplo movimento de solidariedade que se desencadeou no país e tudo indica venha a conhecer maior adesão nos próximos dias.



As doações em dinheiro que chegam à Comissão Interministerial compreendem um espectro que vai desde singulares que oferecem vinte a cinquenta milhões de Kwanzas, por vezes mais até, a cidadãos que depositam duzentos Kwanzas, numa demonstração de que querem contribuir com o pouco que têm, independentemente das suas próprias dificuldades do quotidiano.