Portal Oficial do Governo da República de Angola
Desporto

COVID–19:"Não há desporto nos próximos 15 dias" - MJD

As actividades desportivas e juvenis estão suspensas por todo o país a partir desta segunda-feira, 23, por um período de 15 dias, como forma de prevenir a propagação do coronavírus (COVID - 19).


Numa altura em que foi anunciado o terceiro caso positivo, nesta segunda-feira, 23, em conferência de imprensa, em Luanda, pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, uma nota do Ministério da Juventude e Desportos, divulgada à imprensa na passada sexta-feira, 20, refere que os 15 dias são automaticamente prorrogáveis por igual período caso não haja disposição em contrário. O cumprimento da orientação será assegurado pelas Direcções Nacionais dos Desportos e da Juventude.



Apesar da recente medida, várias federações desportivas vêm observando já iniciativas do género, com destaque para a de basquetebol, andebol, desportos motorizados, natação, xadrez, hóquei em patins e o Comité Paraolímpico Angolano.



A Federação Angolana de Futebol orientou a disputa de jogos do Campeonato Nacional “Girabola2019/20 à porta fechada até domingo, 22, em que decorreu a 25ª jornada.



Em Angola, os primeiros dois casos positivos do novo Coronavírus foram anunciados pelas autoridades no sábado, 21, tratando-se de angolanos do sexo masculino, com idades entre os 36 e 38 anos.



Os visados entraram no país nos dias 17 e 18 do corrente mês, vindos de Portugal, tal como o terceiro caso (23 anos) proveniente de Espanha, com escala em Portugal.



O cancelamento das actividades desportivas também tem se registado em outros países do mundo como Portugal, França, Itália, Argentina, Espanha, entre outros.



Tal como os espectáculos musicais, as realizações desportivas propiciam o ajuntamento de milhares de pessoas, fundamentalmente nos estádios de futebol e pavilhões multiusos, o que seria dos maiores vectores de propagação do vírus cujos estudos apontam como dos principais meios de transmissão o contacto entre as pessoas por via das mãos, do suor, tosse e espirros.    



A Organização Mundial da Saúde (OMS), na sua estatística mais recente, reporta mais de 300 mil casos positivos de COVID -19 em todo o mundo.



Angop