Portal Oficial do Governo da República de Angola
Governo

Líder adventista mundial apoia combate à corrupção

O líder máximo da Igreja Adventista do 7º Dia, Ted Norman Clair Wilson, encorajou, nesta quinta-feira, 13, em Luanda, o Presidente da República, João Lourenço, a prosseguir com o combate à corrupção e elogiou a sua determinação e coragem po... Ver mais


O presidente da Igreja Adventista foi peremptório em afirmar que os passos dados até aqui são bastante importantes nesse âmbito, deixando expresso que “as irmãs e irmãos adventistas devem apoiar o país”.



“Tudo aquilo que for verdadeiro e honesto, puro e amoroso e de boa reputação, se nela houver virtude, pense nele. É um texto em que o Presidente (João Lourenço) pode se apegar neste combate à corrupção”, sugeriu o religioso, num recurso ao texto bíblico.



Ted Wilson, de nacionalidade americana e a residir no Reino Unido, referiu-se, igualmente, ao encontro com o Chefe de Estado angolano.



“Foi uma oportunidade em que falamos de quem somos e o que fazemos. Aproveitamos para agradecer pela liderança e intervenção a favor dos pastores que foram acusados falsamente por corrupção.



O senhor Presidente criou um mecanismo anti-corrupção que ajudou a desbloquear a questão”, realçou o líder da Igreja Adventista do 7º Dia, que tem representações em vários países e 22 milhões de fiéis.



Durante a audiência, Ted Norman Clair Wilson dedicou dois textos ao Chefe de Estado angolano, um dos quais do livro de Miqueias, por entender que são encorajadores para os líderes.



Na sua visão, para um líder da estatura política de João Lourenço são precisos três aspectos, que passam por fazer o que é correcto, amar a misericórdia e caminhar humildemente com Deus.



O presidente da Igreja Adventista do 7º Dia prometeu que a congregação vai continuar a olhar para os projectos sociais que sempre a caracterizaram, como a construção de hospitais, promoção da vida saudável, construção de escolas primárias e universidades e continuar a trabalhar com jovens alcoólatras e envolvidos no consumo de drogas pesadas. O investimento na área social é fundamental para o bem-estar do cidadão angolano, disse.



“Vamos continuar a trabalhar com Angola na prevenção do Coronavírus, porque se houver uma situação que requeira a intervenção da Igreja, poderemos nos envolver. Sabemos que Angola tem algumas conexões com outros países que levantam alguma preocupação”, assegurou Ted Norman Clair Wilson, 69 anos, e que visita Angola pela segunda vez, depois de 2011.



CICA quer reconstrução de missões religiosas



Ainda na quinta-feira, 13, o Presidente da República recebeu a secretária-geral do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA), reverenda Deolinda Dorcas Teca.



A líder religiosa justificou o encontro com o Chefe de Estado com o facto de o CICA reunir várias igrejas e haver a necessidade de se abordar aspectos que as preocupam, com realce para a institucionalização da capelania para as escolas, hospitais e até aeroportos, a reconstrução de missões e a recuperação de escolas e hospitais destruídos pela guerra.



O objectivo, disse a reverenda, é voltar à essência do apoio que a Igreja sempre prestou à comunidade nas dimensões espiritual, social e de bem-estar.



“Queremos reforçar a nossa cooperação e parceria prática entre o Governo e as igrejas. Com as capelanias, queremos fazer o acompanhamento espiritual do doente, do estudante ou do militar para a cura de traumas psicossomáticos”, disse, à imprensa, Deolinda Teca, que reconheceu o facto de, em Angola, estar-se em presença de um Estado laico.



A reverenda disse ter notado preocupação do Presidente João Lourenço em relação às questões colocadas e a vontade de continuar a auscultar a Igreja e dela receber dados concretos sobre o que pode ser feito.



Deolinda Dorcas Teca apela à formação teológica dos pastores para que jamais atentem contra a dignidade humana.



“É necessário emponderar os pastores que, infelizmente, não passaram por uma formação bíblica e teológica e que fazem mau aproveitamento do nome de Deus”, defendeu.



Jornal de Angola