Portal Oficial do Governo da República de Angola
Governo

Regulamento exige nota 10 para acesso à universidade

Uma das condições para a admissão no Ensino Superior, doravante, é obter uma classificação mínima de dez valores nos exames de aptidão nas instituições, públicas e privadas, de todo o país, de acordo com o Projecto de Decreto Presidencial q... Ver mais


A ministra do Ensino Superior, Maria do Rosário Sambo, anunciou que, a partir do próximo ano, de acordo com o calendário académico proposto, as candidaturas começam a 2 de Janeiro.



Reconhecendo a possibilidade de haver cursos em que o número de admitidos não seja suficiente para que os cursos funcionem, cada instituição do Ensino Superior tem de determinar e divulgar o número de vagas aceitáveis a admitir num curso.



Está, para estes casos, segundo a ministra, contemplada uma segunda chamada apenas para aqueles cursos, em que por não haver candidatos suficientes com nota mínima, para os que se candidataram e fizeram o exame na primeira chamada.



Uma comissão nacional vai trabalhar em colaboração com outras comissões provinciais para analisar o acesso ao Ensino Superior.



Por enquanto, segundo a ministra, não há exame único de acesso ao Ensino Superior, por isso mantém-se o modelo de elaboração feito pelas instituições deste sistema de ensino.



Para Maria do Rosário Sambo, o acesso ao Ensino Superior passa a ser regulado por um diploma legal específico.



Até quarta-feira, 5, era feito de acordo com critérios definidos pelas instituições do ensino Superior. Este diploma vai uniformizar a candidatura e admissão ao Ensino Superior.



Jornal de Angola