Portal Oficial do Governo da República de Angola
Governo

Angola aberta ao investimento estrangeiro

Angola está aberta ao investimento privado estrangeiro praticamente em todos os ramos da economia, anunciou o Presidente da República, João Lourenço, aos eurodeputados no Parlamento Europeu nesta quarta-feira 4, em Estrasburgo, França.
Os sectores da Agricultura e Pecuária, Pescas, Hotelaria e Turismo, Indústria transformadora e de materiais de construção, refinaria e distribuição de derivados do petróleo e gás natural, construção e operacionalização de infraestruturas rodoviárias, ferroviárias e portuárias, assim como da produção, distribuição e gestão de energia eléctrica e águas foram indicados como atractivos para o investimento privado estrangeiro.

“Acreditem, Angola vem se tornando nos últimos meses num país mais aberto ao mundo e por isso mais amigo do investimento e mais aberto ao turismo”, garantiu João Lourenço aos eurodeputados.

O Executivo angolano, informou ainda, vem assinando acordos bilaterais com vista a isenção de vistos em passaportes ordinários e, de uma forma geral, tomou medidas de facilitação e agilização do processo de concessão de visto para quase todos os países a favor dos investidores, turistas ou simplesmente de cidadãos que queiram visitar Angola por outras razões.

Quanto à resolução dos principais problemas dos cidadãos, como acesso à água e à energia eléctrica, recolha e tratamento de resíduos sólidos, transporte público, escola, cuidados primários de saúde e outros, o Presidente da República disse que só será possível no quadro de uma governação cada vez mais próxima dos cidadãos, através de órgãos por si eleitos.

João Lourenço deu a conhecer que estão a ser preparadas para 2020 as primeiras eleições autárquicas, a serem realizadas de forma gradual de modo a adoptar progressivamente os diversos municípios de autonomia financeira, patrimonial e administrativa.