Portal Oficial do Governo da República de Angola
Política

Tchad pede apoio de Angola para paz na África Central

O Chefe de Estado, João Lourenço, recebeu nesta quinta-feira 12, em Luanda, uma mensagem do seu homólogo do Tchad, Idriss Deby Itno.

O Presidente do Tchad, Idriss Deby, quer apoio do seu homólogo angolano, João Lourenço, para garantir a segurança do seu país, afectado pela instabilidade de países com os quais faz fronteira estão a braços com conflitos internos ou terrorismo, como a Líbia, a Nigéria, o Sudão, a República Centro Africana e o Níger.

Numa mensagem entregue nesta quinta-feira 12, em Luanda, ao Presidente João Lourenço pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, o Chefe de Estado tchadiano agradece os apoios de Angola e lembra ao homólogo que conta com toda a sua experiência e disponibilidade para garantir a estabilidade.

Mahamat Zene Cherif afirmou que, na mensagem, o Presidente Idriss Deby recorda ao seu homólogo os vários conflitos que cercam o Tchad, principalmente que vem da Líbia, um país desestruturado e a braços com um caos desde a morte de Muammar Kadhafi, na sequência de uma revolta popular em 2011.

“Angola tem sido um parceiro muito importante para o Tchad e tem-nos apoiado em várias organizações a que os dois países pertencem, como a Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos, a Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) e na região do Sahel”, disse o ministro tchadiano.

Outro aspecto mencionado na mensagem para o Presidente João Lourenço é a situação da Bacia do Lago Tchad, ameaçada de extinção e da qual depende milhões de pessoas. Entre 80 e 90 por cento da população local depende da agricultura e da pesca.

Jornal de Angola