Portal Oficial do Governo da República de Angola
Economia

Petrolífera Sonangol e ENI rubricam acordos

As empresas petrolíferas angolanas (Sonangol) e italiana (ENI) rubricaram nesta segunda-feira, 27, em Luanda, dois acordos de cooperação, entre os quais um de exploração de um bloco on shore (em terra) em Cabinda.

Na presença do Chefe de Estado angolano, João Lourenço, e do Primeiro-Ministro da Itália, Paolo Gentiloni, os instrumentos jurídicos foram assinados pelo presidente do Conselho da Administração da Sonangol, Carlos Saturnino, e pelo administrador delegado da petrolífera italiana, Claudio Descalzi.

De acordo como o gestor da Sonangol, o acordo está ligado à transferência de operações do bloco em terra designado Cabinda Norte.

Explica que este bloco, operado há alguns anos, tem um potencial que deve ser relançado, a par de actividades sociais como a construção e o apetrechamento de uma escola no município de Cacongo, em Cabinda.

Os acordos contemplam a formação de pessoal angolano para a área de refinação e exploração de gás natural para o desenvolvimento socioeconómico da região.

Adianta que o intercâmbio se estenderá para a refinaria do Lobito, exploração de petróleo bruto e gás em áreas existentes e em novas.

Carlos Saturnino acredita que deverão ser realizados investimentos importantes na refinaria de Luanda.
O líder da Sonangol disse, ainda sobre o acordo, que se trata de um memorando que dará lugar a ajustes específicos, considerando prematuros determinar o valor a investir.

Valorizou o potencial da ENI, por se tratar de um investidor importante e de uma companhia que detém a maior parte das descobertas de petróleo no mundo, quando Angola não lança nenhum bloco para exploração desde Dezembro de 2011. 

Angop