Portal Oficial do Governo da República de Angola
Educação

Ministra das Pescas defende rigor na formação

A ministra das Pescas e do Mar, Vitória de Barros Neto, disse nesta segunda-feira, 6, em Moçâmedes, que Academia de Pescas deve dar passos seguros na formação de quadros.

A ministra das Pescas e do Mar, Vitória de Barros Neto, disse nesta segunda-feira, 6, em Moçâmedes, que a Academia de Pescas e Ciências do Mar do Namibe deve dar passos firmes e seguros, através de trabalho colectivo e árduo, mas que dará frutos almejados no quadro das políticas de formação.

Vitória de Barros Neto, que falava na abertura das primeiras jornadas técnico-academicas do Mar da Academia de Pescas e Ciências do Mar do Namibe, que decorre sob o lema “compreender o mar criando pontes de conhecimento”, salientou que no presente ano lectivo a instituição matriculou 575 estudantes em seis cursos, distribuídos em três faculdades, nomeadamente as de Pescas e Navegação, Processamento de Pescado, exploração de Recursos Aquáticos.

As jornadas visa estimular a investigação, produção e fortalecimento do saber técnico científico na área do mar, promover o modelo de gestão participativa nas pescas e criar ligações interdisciplinares científicas para melhor compreensão dos oceanos.

Durante três dias, os participantes as jornadas vão ser debatidos temas como estado de conhecimento sobre a costa angolana, exploração dos recursos pesqueiros na costa do Namibe, a navegação na costa de Angola, utilização do mar como via de comunicação, monitorização e fiscalização das pescas, conservação dos oceanos, sua sustentabilidade e planos de gestão ambiental, entre outros.

Angop