Alberto Vaquina em Luanda (Governo)

28/10/2013 10:52 (PPG)

O primeiro-ministro de Moçambique chegou ontem à Angola para uma visita oficial de quatro dias realizada no âmbito do reforço da cooperação entre os dois países. Alberto Vaquina foi recebido no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, pelo ministro do Planeamento, Job Graça.


Em declarações à imprensa, momentos após a sua chegada à Luanda, para uma visita de quatro dias, Alberto Vaquina, apontou a agricultura, pecuária, turismo, pesca, recursos minerais e hidrocarbonetos como áreas prioritárias para cooperar com Angola.

Sobre o sector dos recursos minerais e hidrocarbonetos, Alberto Vaquina disse que Moçambique pretende aprofundar o intercâmbio e a troca de experiência com outros países mais desenvolvidos nesse ramo da economia, como Angola.

“Vamos aproveitar o momento para aprendermos com a experiência angolana aquilo que o seu Governo tem feito para desenvolver a economia e melhorar as condições de vida da população local.”

No território angolano, referiu, existe um campo vasto em termos económicos que interessam a Moçambique. “Por essa razão, pretendemos reforçar os laços de cooperação com as autoridades angolanas, tendo em conta as afinidades culturais dos dois povos.”

Moçambique, nos últimos dez anos, tem tido um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 7,5 por cento e “pretende continuar nesse caminho, explorando todas as possibilidades de desenvolvimento”, ressaltou o primeiro-ministro moçambicano.

O primeiro-ministro moçambicano considerou que situação política e militar no seu país é estável, apesar dos últimos acontecimentos ocorridos na serra da Gorongosa.

“Há cerca de dez anos, a situação em Moçambique é estável, apesar de nos últimos dias existirem alguns incidentes políticos devido ao facto do partido Renamo se recusar a participar nas eleições e pretender que a população boicote o acto”, disse.

Nos últimos tempos, reforçou, têm se registado alguns ataques armados contra a população.

O Governo moçambicano, garantiu, vai continuar a trabalhar com as instituições democraticamente eleitas de modo que o ordenamento político do país prevaleça e se continue a respeitar a Constituição e as leis do país.

O primeiro-ministro moçambicano garantiu que os acordos de paz rubricados em Roma, Itália, estão incorporados na Constituição da República e os mesmos vão prevalecer.

No Aeroporto 4 de Fevereiro, o primeiro-ministro foi recebido pelo ministro do Planeamento, Job Graça, e outros membros do Executivo angolano. Hoje, Alberto Vaquina desloca-se ao Memorial António Agostinho Neto, onde deposita uma coroa de flores junto do Sarcófago do primeiro Presidente de Angola. Posteriormente, mantém encontros separados com o ministro dos Petróleos, com a direcção do Porto de Luanda e da Sonils.

Constam igualmente do programa, encontros com o ministro da Comunicação Social, José Luís de Matos, e visitas à Televisão Pública de Angola (TPA), Rádio Nacional de Angola (RNA) e Sonangol.

 

Jornal de Angola